Hotéis
Conveniada
Credenciada
Preferencial
Plus
Internacional
Filtros
{{city.page.totalItems}} hotéis encontrados
Filtros

Características do Hotel Características do Hotel

Tema / Tipo Tema / Tipo


Rede Parceira de Hotéis Rede Parceira de Hotéis


Experiências Experiências

Desculpe-nos!

Sua busca não retornou nenhum resultado!
Por favor, redefina os critérios da sua busca utilizando os filtros acima!

{{title}}
{{description}}
O que fazer?

Por que visitar Manaus?

Manaus, capital do Amazonas, é uma cidade portuária localizada na Região Norte do Brasil, no encontro dos rios Negro e Solimões, que formam o gigantesco rio Amazonas, em meio à floresta amazônica.

Uma cidade nascida no século 17, fundada pelos colonizadores portugueses, elevada à vila em 1832 e que viveu seu auge de desenvolvimento econômico no período áureo do ciclo da borracha, no início do século 20, atraindo investimentos internacionais e imigrantes de várias partes da Europa, notadamente franceses. O resultado disso está presente, especialmente, na arquitetura Art Nouveau de muitas das suas construções que podem ser conferidas em passeios pelo centro da cidade e imediações.

Dona de cenários naturais únicos, de praias de água doce, igarapés, lagos, densa floresta e de majestosos rios que circundam a cidade. Manaus também é rica em cultura indígena expressa na sua culinária à base de peixes dos seus rios, frutas e frutos da floresta amazônica, além de raízes e folhas da região.

Quando ir?

Há apenas duas estações em Manaus: seca e chuvosa. A estação seca vai de junho a novembro e a estação chuvosa acontece entre dezembro e maio. Ambas proporcionam atrações únicas, porém diferentes experiências.

De junho a setembro, meses de seca, os rios estão com alto volume de água, permitindo passeios como navegar nos igarapés (canais) e igapós (lagos) entre as copas das árvores na floresta praticamente inundada. Como é primavera, dá para ver as plantas e as árvores florescendo.

De outubro a novembro, com as águas baixando, surgem as praias fluviais boas para banhos e com areia branca. Muitos passeios de barco são substituídos por caminhadas. Nos canais fluviais é possível observar a fauna nas primeiras horas do dia e ao entardecer.

Entre dezembro e fevereiro acontecem as primeiras chuvas e os rios começam a subir, cobrir os bancos de areia e a alagar a floresta, é a chamada segunda primavera do Rio Negro, com muitos animais em período de reprodução. Também há muitos passeios interessantes pra fazer .

O clima em Manaus é abafado, com alta umidade, marcado por altas temperaturas e chuvas torrenciais. A temperatura média anual é de 27° C, mas a sensação térmica é mais alta. Setembro e outubro são os meses mais quentes, com média de 33°C.

Eventos e Festas Regionais:

  • Maio – Festival de Ópera no Teatro Amazonas realizado pela Secretaria de Cultura do Estado do Amazonas.
  • Junho – último final de semana do mês - Festival de Parintins –
  • Julho - Festival de Jazz – acontece no Teatro amazonas, com artistas nacionais e internacionais.
  • Setembro – final do mês - Festival de Cirandas
  • Outubro – Festa do Boi  no  sambódromo.
  • Novembro - Amazonas Film Festival 

Gastronomia

A base da comida amazonense é o pescado, afinal são mais de duas mil espécies existentes nos rios do estado, sendo tambaqui, tucunaré, pirarucu, jaraqui, pacu e matrinxã (peixe de piracema), os mais consumidos.

Nos pratos regionais os peixes são servidos fritos, assados ou cozidos, como na caldeirada e no tacacá de casaca, prato típico de Manaus e toda a região, encontrado em barracas pelas ruas da cidade. Os acompanhamentos dos peixes cozidos podem ser o pirão (farinha de mandioca cozida no caldo do próprio peixe), ou  tucupi (molho feito a partir do sumo da mandioca brava), ou com “baião de dois” (um delicioso feijão-com-arroz e cheiro-verde misturado com a indispensável farinha de Uarini).

As frutas regionais são utilizadas tanto na composição de pratos principais como consumidas in natura, em sucos, doces, sorvetes, mousses etc. As mais consumidas são: manga, pitomba, cupuaçu, graviola, melancia, tucumã, taperebá, pupunha, araçá-boi, biribá, abio, buriti, bacaba, açaí, o patauá e o famoso guaraná da Amazônia.

Aproveite os “flutuantes”, bares e restaurantes à beira dos igarapés, que além de boa comida regional, ficam próximos às praias fluviais. O mais tradicional é o Flutuante da Tia, um dos mais antigos de Manaus. Fica na Estrada da Praia Dourada, número 720, na margem do rio Tarumã.

Curiosidades

Manaus foi fundada em 1669 com a construção do forte de São José do Rio Negro.

O nome Manaus foi uma homenagem aos manaós, antiga nação indígena, habitante da região amazônica.

Quem nasce em Manaus é chamado manauense ou manauara.

O Teatro Amazonas foi construído na Europa e trazido de navio para Manaus.

Manaus recebeu vários nomes: Manaos, em 1832, quando foi elevada a vila; Cidade da Barra do Rio Negro, quando foi elevada à cidade. E voltou a se chamar Manaus em 1856.

A cidade também teve vários apelidos: “Paris dos Trópicos”, “Coração da Amazônia”, e “Cidade da Floresta”.

O alto índice de acidez do rio Negro impede a proliferação de mosquitos.

Além de Ponta Negra, Manaus possui mais praias de água doce: Praia Dourada, Praia da Lua e Praia do Tupé, as mais próximas e Escondidinho e Prainha, as mais distantes.

Atrações em Manaus:

Manaus
{{attraction.name}}

Confira mais contéudo sobre Manaus em nosso blog

Dicas

{{tip.userName}}

{{tip.createdOn | date: 'dd/MM/yyyy'}}

{{image.name}}

{{tip.comment}}

Manaus
{{attraction.name}}

Que tal descobrir novas experiências?

Faça parte do clube